Explicaê 3.13 - Segwit e Segwit 2x (Bitcoin)



O que é o SegWit ?

Na Rede Bitcoin, todas as transações são gravadas no Blockchain, isso permite que a rede seja descentralizada. As transações são resumidamente Dados que ocupam espaço no blockchain. Atualmente, o limite para esses blocos é de 1MB, o que gera um fator de cerca de 3 a 7 transações por segundo.

Segregated Witnesses (SegWit) é uma proposta apresentada pela equipe do Bitcoin Core(Plataforma oficial do Bitcoin) com objetivo de aumentar o tamanho dos blocos e introduzir um novo formato de transações. A ideia é implementar a mudança com um ²Soft Fork (requer o ¹consenso da comunidade, e se aplicado mantém a compatibilidade entre o software antigo e o novo).

Vamos compreender mais especificamente qual é a proposta:

Em todas as transações na Rede Bitcoin existem 3 elementos básicos: quem envia, quem recebe e as assinaturas (chamadas de testemunhas e que ocupam a maior parte do bloco).

A ideia do SegWit é utilizar uma nova forma para contabilizar o tamanho dos blocos. Em vez de utilizar 1MB, a proposta é mudar o limite para 4 milhões de “unidades”.

Nesse novo sistema de unidades, cada Byte de assinatura é contabilizado como 1 unidade e cada byte de informação restante é contabilizado como 4 unidades. Ou seja, cada byte de assinatura é contabilizado como 0,25 bytes ( no novo sistema ). Dessa forma, se um bloco tivesse apenas dados de assinatura o tamanho aproximado seria: 1 byte de assinatura = 1 unidade no novo sistema -> 4 milhões de unidades = 4 milhões de bytes = 4MB.

Na prática, a informação não mudou de tamanho, o que mudou foi a forma de contabilizá-la.

A vantagem mais evidente da SegWit é o aumento da capacidade dos blocos e aumento da velocidade de transações. Existe porém outro benefício para a rede: consertar os problemas de maleabilidade de transação.

Esse problema existe porque as assinaturas que protegem as transações não podem proteger a si mesmas. O SegWit resolve esse problema de forma simples (entretanto a explicação para esse fenômeno é bastante complexo e vamos poupar os detalhes operacionais).

O SegWit foi aceito pela comunidade e foi ativado no dia 23 de agosto de 2017 no Bitcoin (BTC).

E o que é o SegWit2x?

Bom, essa proposta é um “complemento” da proposta anterior. A idéia da SegWit2x é, além de mudar a forma como os blocos são contabilizados, mudar também o tamanho máximo do bloco para 2MB.

Alguns pontos que fazem parte do debate sobre a aceitação ou não do SegWit2x são:

  • O bitcoin é limitado no número de transações que pode processar (somente 1MB a cada 10 minutos atualmente).

  • As transações demoram mais para serem aprovadas devido a esse limite

  • A limitação aumenta os custos para realizar transações (taxas)

  • Aumentar o tamanho do bloco para 2mb torna o nó de rede mais caro (os operadores devem armazenar todo o blockchain em seu computador para minerar).

Vale ressaltar que o SegWit2x não foi adotado nem aprovado pela Bitcoin Core (principal equipe de desenvolvedores de fonte aberta da rede). Dessa forma, ele seria implementado através de um Hard Fork (nesse caso, não é necessário o consenso da rede, e o novo código não é compatível com as versões anteriores).

Estava previsto que haveria o Hard Fork do SegWit2x, porém dia 08.11.2017 começaram a surgir notícias que sinalizavam a suspensão do fork. O resultado disso foi instantâneo: por ser uma atualização bastante controversa e gerar uma possível segregação na rede, a notícia de que o fork seria cancelado elevou rapidamente o preço do Bitcoin e de outras Altcoins, veremos mais sobre isso em instantes.

¹Como funciona o consenso dentro do Bitcoin

Por mais que o bitcoin seja uma moeda descentralizada, de código aberto, e com uma comunidade ativa e influente no seu desenvolvimento, existem pessoas que tem um poder maior em relação a moeda. Essas pessoas são chamadas de “mantenedoras”, e são voluntários, funcionários, pesquisadores que são conhecidos e respeitados na comunidade. Existem centenas de ‘’mantenedores’’.

Existe uma plataforma dentro do cliente do Bitcoin, chamada de GITHUB. Dentro dessa github, qualquer usuário pode submeter uma proposta de mudança no código fonte do bitcoin. Mas apenas esses mantenedores tem o poder de aplicar alguma dessas mudanças. Quando alguns usuários propõem algo que a comunidade vê como válido, esses mantenedores começam a discutir entre si sobre essa mudança. Caso alguma alteração seja aceita, ela é aplicada no sistema e então todos os usuários devem baixar o cliente atualizado. Essas alterações, no entanto, devem ser aceitas pela maioria da comunidade, já que são os usuários e os mineradores e os nós, que mantém o sistema rodando. Uma alteração que não esteja no consenso da comunidade irá ser descartada, já que as transações serão negadas pelos nós e pelos mineradores, não chegando ao blockchain.

²O Que são Forks ?

Vamos primeiramente resumir como novos blocos são criados na blockchain:

1-Os usuários são os indivíduos que transacionam a criptomoedas, por meio dos mineradores.

2-Os mineradores são computadores ou ASIC’s (hardware com software especializado em mineração de Bitcoin) responsáveis por validar as transações dos usuários e inseri-las em um bloco, para depois, mandar esse bloco para que outros usuários (nós) o validem.

3- Os nós, que são computadores conectados a rede bitcoin, e que são responsáveis por escanear e armazenar os novos blocos, anexando-os na Blockchain. Qualquer usuário com o cliente do Bitcoin Core baixado em casa pode ser considerado um nó. O sistema funciona sozinho sem que o usuário precisa configurar seu nó.

O cliente do bitcoin funciona de maneira que considera válida sempre a cadeia mais longa de blocos. Isso é necessário porque nem sempre o nó recebe a informação de um novo bloco criado, sendo que considera então uma sequência diferente da real. Caso isso aconteça, então, o próprio sistema corrige a falha, atualizando o nó sobre a sequência mais longa.

Um Soft Fork é um fenômeno raro que ocorre quando dois mineradores conseguem criar um bloco em um período muito curto de tempo. Ambos irão tentar adicionar seu novo bloco à blockchain, e os nós espalhados pelo mundo começam a trabalhar na sua validação. Essas bifurcações acabam sendo prejudiciais aos mineradores, que correm o risco de ter o seu novo bloco considerado inválido, já que apenas uma sequência deve prevalecer. Geralmente essas bifurcações são resolvidas a medida que uma delas recebe novos blocos subsequentes, e que então a rede considera como a cadeia mais longa vigente.

Um Hard Fork, porém, é algo muito mais sério e importante no mundo das criptomoedas, sendo um fork criado propositalmente e que acarreta na divisão de uma moeda em 2. Dado a maneira como o consenso funciona dentro da bitcoin, caso a comunidade esteja dividida em proporções igualmente altas (digamos 40/60%), a porcentagem inferior, mas de grande proporção pode decidir que continuará buscando os seus objetivos, menos que em minoria.

Dessa forma, um dos lados propõem seu novo código, que se torna incompatível com versões anteriores do sistema do bitcoin. Assim, as versões mais antigas não irão aceitar os novos blocos criados a partir dessa nova mudança, e temos então agora 2 cadeias vigentes dentro da blockchain. Cada uma dessas cadeias é considerada uma criptomoeda diferente, podendo ter propósitos diferentes, preços diferentes, segurança etc…

O bitcoin já sofreu com vários hard forks antes, os mais recentes são o Bitcoin Cash e o Bitcoin Gold. Vale ressaltar, que quando um Hard Fork ocorre, o usuário não precisa escolher qual vai seguir. Ambas as novas Sequências de blocos consideram válidos todos os dados na sequência única antiga, de maneira que se um usuário tem 1 bitcoin na blockchain antiga, terá 1 moeda em cada blockchain nova.

O que eu ganho, moedas ?

Sim! O hard fork inicia suas atividades com um número de moedas idêntico ao da moeda original. Considerando válidos todos os dados da sequência da qual surgiu. Essa ‘’duplicação”,porém não vem apenas como benefício. Todas essas moedas novas podem fazer com que o preço da moeda original varie de maneiras imprevisíveis, e a moeda nova pode simplesmente não atingir um preço que a faça valer a pena. Os hard forks são muito delicados para as moedas, e por isso não ocorrem com frequência alta (ou pelo menos não deveriam).

Isso explica o porque da alta de preço da moeda mãe poucos dias antes do hard fork e sua baixa logo depois dele. As pessoas compram o máximo possível da moeda mãe para obterem o mesmo tanto da nova moeda após o hardk fork.

Análise:

No dia 8 de novembro, Mike Belshe, o CEO da Bitgo e tido como líder do movimento Segwit2x publicou uma carta no cliente oficial da bitcoin, dizendo que não seguiria com os esforços de upgrade da SegWit2x, estabelecida anteriormente. Um dos motivos citados foi a divisão da comunidade, que seria inevitável. Essa carta veio assinada por todos os responsáveis pelo movimento, assegurando a suspensão da iniciativa.

Um dos motivos dessa suspensão, foi o de que o movimento não conseguiu fazer com que os principais desenvolvedores do bitcoin core (plataforma oficial) se ‘’rendessem’’ aos esforços dos que defendiam a mudança. As discussões nos principais fóruns eram escassas, e a comunidade não era tão favorável a mudança. Outro motivo foi o de que um grande hardfork da bitcoin, o Bitcoin Cash já aconteceu recentemente, com propostas parecidas a da SegWit2x e que podem ser seguidas melhor. Além de que quantos mais forks, menor poder cada moeda terá.

Esse resultado é muito importante pois mostrou que os mineradores (favoráveis ao SegWit2x) não tem o poder de ditar as regras do bitcoin, por causa do seu poder computacional e importância estratégica. Os mineradores são uma parte do consenso e não conseguem determinar nada sozinhos. Como decorrência desse fato pode-se perceber uma nova grande valorização da moeda, que bateu novos recordes, levando inclusive outras moedas a se valorizarem junto com ela.

Fatos como esse nos ajudam a entender como funciona o desenvolvimento das criptomoedas, e como todos que as utilizam exercem papel ativo nisso. Ajudam também a criar uma relação de confiança maior entre esse ambiente e as pessoas que não o entendem com perfeição, já que mostra que ninguém detém poder absoluto sobre as moedas mais bem estabelecidas no mercado.

Comentário de Especialista:

https://guiadobitcoin.com.br/o-que-e-a-segwit/

https://guiadobitcoin.com.br/explicando-a-segwit/

https://guiadobitcoin.com.br/o-que-e-o-segwit2x-e-o-que-significa-para-bitcoin/

https://portaldobitcoin.com/entenda-o-segwit2x-o-que-esta-por-tras-do-hard-fork-do-bitcoin/


0 visualização

LMF São Carlos © 2014-2020 todos os direitos reservados